Notícias

Karina Bacchi e Sula vão a aniversário de Taipas

Por Assessoria de Imprensa, em 07/07/09 19:36

 Atriz e modelo Karina Bacchi. Fotos: Eliel NascimentoO Internato Parada de Taipas, na Capital, completou 16 anos nesta terça-feira (7 de julho) e fez festa. A comemoração contou com convidadas especiais, como a atriz e modelo Karina Bacchi e a cantora Sula Miranda.

As duas são voluntárias da AMC (Associação de Mulheres Cristãs), da Igreja Universal do Reino de Deus, parceira da Fundação CASA, que ajudou a organizar a comemoração.

É importante ressaltar que a participação de instituições religiosas nos eventos da Fundação faz parte do Programa de Assistência Religiosa (PAR) da Fundação CASA. A participação das adolescentes nessas atividades é falcultativa.

Durante a manhã, as artistas acompanharam as adolescentes e funcionários no café da manhã para, depois, se divertir com elas durante as apresentações realizadas na unidade.

cantora Sula Miranda. Além das músicas cantadas por Sula Miranda, a cantora, e também voluntária da AMC, Cristina Miranda realizou um pequeno show de frevo gospel. Depois da apresentação, foi a vez das jovens da unidade que fazem parte do Projeto Guri realizarem seu show.

Ao final do encontro, Karina entregou a todos os funcionários e jovens da unidade exemplares de seu livro “Código K.”, que reúne relatos que a atriz escreveu quando era mais nova. Os exemplares foram, todos, autografados.

“As meninas podem ter muitas desilusões na vida”, relata Sula. “Eu e a Karina estamos aqui para mostrar que elas podem ter muita alegria”,afirmou, emocionada, a cantora. Essa  é a segunda vez que Sula vai até Taipas e é a terceira que visita uma unidade da CASA. Apesar da experiência, a cantora não deixou de se emocionar.

Tão emocionada quanto Sula ficou Karina, que conversou longamente com as adolescentes e as atendeu de forma carinhosa.

Uma chance para dar certo

Um dos momentos mais emocionantes do evento foi o depoimento de Vanessa de Oliveira Fonseca, uma das voluntárias da AMC presentes. Ela contou às adolescentes da unidade os momentos difíceis que passou quando era mais nova.

Como muitas jovens que estavam ali, Vanessa lutou contra o vício por drogas. Por meio de seu depoimento, elas puderam perceber que é possível mudar, bastando apenas não deixar passar as oportunidades que surgirem.